ESPAÇO CATÓLICO


ESPAÇO CATÓLICO – 23/06/2019

Recentemente, choramos a perda dum grande apóstolo dos pobres, Jean Vanier, o qual, com a sua dedicação, abriu novos caminhos à partilha promotora das pessoas marginalizadas. Jean Vanier recebeu de Deus o dom de dedicar toda a sua vida aos irmãos com deficiências profundas, que muitas vezes a sociedade tende a excluir. Foi um «santo da porta ao lado» da nossa; com o seu entusiasmo, soube reunir à sua volta muitos jovens, homens e mulheres, que, com o seu empenho diário, deram amor e devolveram o sorriso a tantas pessoas vulneráveis e frágeis, oferecendo-lhes uma verdadeira «arca» de salvação contra a marginalização e a solidão. Este seu testemunho mudou a vida de muitas pessoas e ajudou o mundo a olhar com olhos diferentes para as pessoas mais frágeis e vulneráveis. Papa Francisco – Mensagem para o 3º Dia Mundial dos Pobres – 13/06/2019


SÃO GREGÓRIO BARBARIGO – 18 DE JUNHO

Gregório João Barbarigo nasceu em Veneza, em setembro de 1625, numa família rica da aristocracia italiana. Aos quatro anos de idade ficou órfão de mãe, sendo educado pelo pai que encaminhou os filhos no seguimento de Cristo.

Aos dezoito anos de idade tornou-se secretário do embaixador de Veneza, cargo que possibilitou-o conhecer Fábio Chigi, o Núncio Apostólico, que o orientou nos estudos e o encaminhou para o sacerdócio.

Quando este Núncio foi eleito Papa, com o nome de Alexandre VII, nomeou Gregório Barbarigo Cônego de Pádua; em 1655, prelado da Casa Pontifícia e dois anos mais tarde foi consagrado Bispo de Bérgamo. Em 1660, foi criado Cardeal.

As atividades apostólicas de Gregório Barbarigo marcaram profundamente a sua época. Dotou o seminário de Pádua com professores notáveis, provenientes não só da Itália, mas também de outros países da Europa. Fundou uma imprensa poliglota, uma das melhores que a Itália já teve, escolas populares e instituições para o ensino da religião.

Num período de peste, fez o máximo na dedicação ao próximo. Cuidou para estender a assistência à saúde, à mais de treze mil assistidos. Ele morreu em Pádua no dia 18 de junho de 1697..



23/06 – 12º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO C – COR VERDE

1ª Leitura: Zac 12,10-11;13,1 - A primeira leitura apresenta-nos um misterioso profeta “trespassado”, cuja entrega trouxe conversão e purificação para os seus concidadãos.

2ª Leitura:Gal 3, 26-29 - A segunda leitura reforça a mensagem geral da liturgia deste domingo, insistindo que o cristão deve “revestir-se” de Jesus, renunciar ao egoísmo e ao orgulho e percorrer o caminho do amor e do dom da vida.

Evangelho: Lc 9,18-24 - O Evangelho confronta-nos com a pergunta de Jesus: “e vós, quem dizeis que Eu sou?” e, ao mesmo tempo, apresenta o caminho de Jesus, não como um caminho de glória e de triunfos humanos, mas como um caminho de amor e de cruz.

FRASE DA SEMANA:“ O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares? Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso”. Madre Teresa de Calcutá (1910- 1997)



OBS.: Texto enviado pelo Pe. Hergesse para o Jornal Sudoeste do Estado com circulação semanal em Avaré e Região



Mateus 11:28-30

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve".



Links

  • Aparecida
    Santuário Nacional de Aparecida
  • Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)
  • Arquidiocese Sant’Ana de Botucatu
  • A SANTA SÉ

Nosso endereço

Matriz Sagrado Coração de Jesus
Praca Cav. Virgilio Lunardi, s/n - Vila dos Lavradores - Botucatu- SP
Fone:(14) 3882-0297
Email:secretaria@scjbotucatu.com.br
Link: www.scjbotucatu.com.br

© 2018, SCJ-Botucatu